Eventos

Organizações discutem ações em favor de uma nova política energética para o Brasil

DSC09450

Organizações que discutem o modelo energético brasileiro e que articulam populações afetadas pelo mesmo realizaram nos dias 11 e 12 de novembro de 2014, em Brasília, o seminário “Legados do Fórum Social Temático Energia e Consolidação da Frente por uma Nova Política Energética”.

No primeiro dia, o seminário avaliou as ações e os desdobramentos do Fórum Social Temático – Energia, realizado entre os dias 7 a 10 de agosto também em Brasília, identificando como avanços proporcionados pelo mesmo, entre outros, a intensa troca de experiências entre iniciativas de resistência aos impactos de diversos empreendimentos energéticos – como hidrelétricas, parques eólicos, expansão da energia nuclear; o estabelecimento de parcerias internacionais; o fortalecimento da mobilização em favor de energias limpas.

Já no segundo dia, ao refletir sobre a conjuntura energética atual, uma das constatações do seminário foi o baixo investimento e interesse político nas energias renováveis não convencionais, como eólica e solar, especialmente sob a ótica da descentralização e microgeração. No lugar de diversificar a matriz energética, o governo tem insistido em aumentar a dependência em relação a grandes hidrelétricas e usinas termelétricas a gás natural, óleo diesel e carvão.

Num contexto de secas agravadas pelas mudanças climáticas, os resultados dessa política têm sido desastrosos: em resposta à falta de água nos reservatórios, o governo tem mantido o acionamento de termelétricas que aumentam a emissão de gases poluentes que contribuem para o aquecimento global e elevam a conta de energia dos cidadãos brasileiros.

O seminário também discutiu as estratégias da Campanha “Energia para a Vida!”, lançada no Fórum Social Temático Energia, a partir de suas grandes reivindicações: viabilizar um novo modelo para o planejamento energético brasileiro, com transparência e efetiva participação da sociedade civil; incentivo à conservação de energia e eficiência energética; diversificação e descentralização da matriz de geração de energia elétrica; e pleno respeito e garantia aos direitos humanos das populações atingidas por empreendimentos energéticos.

Para o representante da Aliança dos Rios da Pan-Amazônia, Iremar Ferreira, o seminário foi muito importante, pois as organizações “conseguiram dar mais um passo e obter mais elementos para aprofundar a Campanha em suas ações”. Já para o diretor da International Rivers Brasil, Brent Millikan, “a Campanha é um grande desafio por abordar um tema que é tratado como algo de especialista e que deve ser tornado um assunto de cidadania”. Segundo Ivo Poletto, assessor do Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social, “para o próximo ano a Campanha tem o desafio de mobilizar mais setores da Igreja”.

 

Para mais informações acesse: www.energiaparavida.org

Campanha cobra Compromissos de Presidenciáveis

banner-logo-energia-fmcjs

Campanha cobra Compromissos de Presidenciáveis sobre Mudanças na Política Energética

 

Brasília, D.F. – Entidades da sociedade civil reunidas na campanha “Energia para a Vida!” divulgaram nesta quarta-feira (01/10) uma petição aos candidatos a Presidente da República, cobrando compromissos para viabilizar uma nova política energética para o Brasil.

 “O Brasil é um país com potencial para tornar realidade uma política energética com grandes benefícios sociais e econômicos, que preserve a natureza e contribua com a luta contra o aquecimento global….Com a tecnologia que dispomos hoje, não faz mais sentido insistir em uma política energética antiquada, que privilegia a queima de carvão e petróleo, a energia nuclear e a construção de grandes barragens nos rios brasileiros, com reconhecidos danos socioambientais” argumenta a petição, assinada por mais de 80 organizações civis.

Um das principais reivindicações da petição é a garantia datransparência e participação da sociedade civil na tomada de decisões sobre o planejamento energético, inclusive com assento no Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) que hoje se caracteriza como espaço extremamente fechado, onde prevalecem os interesses de grandes empresas e grupos políticos.

Outro destaque é a necessidade de  priorizar a conservação e o uso eficiente da energia. Hoje, o Brasil tem o potencial de poupar 30% de toda energia que consume, apenas com medidas de eficiência energética, com ganhos para toda sociedade. Nos sistemas de transmissão e distribuição de energia, estima-se que daria para evitar um terço das perdas atuais que estão na ordem de 15 a 17%.

Sobre a geração de energia, a petição cobra “um processo de transição para diversificar a matriz energética brasileira para que o sol, os ventos e a biomassa sejam partes significativas da matriz de geração de energia do Brasil”, com prioridade para a “descentralização e micro-geração de energia, com a participação das comunidades”.  Além disso, os assinantes destacam a necessidade de “assegurar o pleno respeito e a garantia dos direitos humanos das populações atingidas por empreendimentos energéticos”, o que não vem ocorrendo em grandes projetos como Belo Monte.

Campanha Energia para a Vida! foi lançada em agosto de 2014 por diversas entidades da sociedade civil com o objetivo de promover uma nova política energética à altura dos desafios do século 21, baseada em princípios de eficiência econômica, justiça social, respeito à diversidade cultural, participação democrática e sustentabilidade ambiental.

Veja aqui a integra da petição: http://energiaparavida.org/wp-content/uploads/2014/10/PeticaoInstitucional-Energiaparaavida.pdf

Veja artigo do Joilson Costa sobre a questão energética nos programas dos presidenciáveis:
http://energiaparavida.org/a-questao-energetica-nos-programas-doas-presidenciaveis-2014/

Para saber mais sobre a campanha, visite o site: www.energiaparavida.org

Junte-se a nós e participe da campanha “Energia para a Vida”.

Por um Brasil consciente e solidário!

Assine a petição: http://www.umagotanooceano.org/energiaparavida/

Informações sobre negociações climáticas

Mais informações sobre negociações climáticas, acesse:

http://br.boell.org/pt-br/negociacoes-climaticas

 

Lançamento FST Energia

logo-fst-energia-1200x324
divulgacaoLancamento
O Forum Social Temático – Energia (FST-Energia) é um espaço de encontro de organizações vinculadas à questão da energia no Brasil e no mundo. Ele atende à necessidade de refletirmos de forma ampla sobre os problemas criados pelas matrizes energéticas em uso ao redor do globo.
O FST-Energia é uma iniciativa da sociedade civil brasileira (autônoma em relação a governos, partidos e empresas) que visa fortalecer as articulações entre todos que lutam por novas formas de convivência entre as pessoas e coma a natureza, na perspectiva da Justiça Social e Ambiental.
O FST-Energia se insere no processo de Fórum Social Mundial, no qual se prevê a realização de mais de 40 Fóruns Sociais em vários países. O evento tem como metodologia dar mesma importância à todas as atividades, que são propostas e organizadas pelos seus próprios participantes.Porque Energia?
A eletricidade é fundamental em nossas casas, para iluminar ruas, mover industrias e trasportes. Para contarmos com essa energia, no entanto, será preciso construir grandes barragens, que inundam campos e cidades, expulsam moradores e pescadores da beira dos rios e indígenas de suas terras?Será preciso queimar carvão em usinas termoelétricas que alteram, junto com o combustível usado pelos carros, caminhões e ônibus; o clima e fazem a Terra ficar cada vez mais quente?
Precisamos de perigosas usinas nucleares que deixam lixo radioativo para nossos netos?
E os apagões que nos pegam de surpresa enquanto as contas não param de aumentar para dar lucro à grandes empresas?

Existe saída para isso?
A humanidade já encontrou formas mais limpas de produzir energia com outras fontes, como o sol e os ventos, bem como maneiras de descentralizar a produção a partir das casas, das fábricas e das comunidades, barateando custos e evitando desperdícios.

Serviço:
Data: 15/05
Horário: às 10h30
Local: Plenário 14 da Câmara dos Deputados

 

Convite – Coletivo de Facilitação

logo-fst-energia-1200x324

Companheiras e companheiros,

Vocês estão possivelmente informados da realização de um Fórum Social Temático em Brasília, de 7 a 10 de agosto de 2014, sobre “ENERGIA: para que, para quem e como?”.

A nenhum de nós escapa a importância de uma discussão ampla e urgente sobre as matrizes energéticas utilizadas no Brasil e no mundo, tanto no enfrentamento das mudanças climáticas como numa perspectiva de justiça social e ambiental.

As entidades e movimentos que promovem esse Fórum estruturaram um Grupo Executivo (listado abaixo), que já começou a preparar as bases para a realização do evento, inclusive um site, em fase de criação.

A etapa seguinte nesse trabalho será a constituição de um Coletivo de Facilitação do Fórum, no dia 2 de abril próximo.

O Coletivo será integrado pelas entidades e movimentos que desenvolvem lutas em torno dos diferentes aspectos do tema e que se disponham a levar avante esse projeto. Ele tomará as decisões relativas à organização e metodologia do Fórum, cabendo ao Grupo Executivo concretizá-las.

Como vocês sabem, os Fóruns Sociais são iniciativas da sociedade civil, autônomas em relação a partidos e governos, e têm dimensão internacional. Por outro lado, as atividades neles realizadas são autogestionadas, isto é, propostas e organizadas pelos próprios participantes.

Na reunião do dia 2 de abril, além de uma série de decisões sobre subtemas, datas e prazos, serão formados os Grupos de Trabalho que viabilizarão a realização do Fórum.

Esta mensagem tem por objetivo convidá-lo a integrar o Coletivo de Facilitação. A reunião se realizará de 13 às 19 horas, na Universidade de Brasília, em sala que indicaremos oportunamente.

Como o próprio Fórum se realizará na Universidade de Brasília, aqueles que puderem chegar às 10h da manhã poderão participar de uma visita aos locais propostos para as atividades do Fórum.

Brasília, 17 de março de 2014.

Entidades do grupo executivo:

Amazon Watch

Articulação Antinuclear Brasileira

Cáritas Brasileira

Cidade Verde/UNB

Coalizão por um Brasil livre de usinas nucleares

Comissão Brasileira de Justiça e Paz

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social

IBASE

International Rivers

Marcha Mundial do Clima/Brasil

Movimento de Pequenos Agricultores

Secretaria de Meio Ambiente da CUT Nacional

SOS Clima Terra/Brasil

Fórum Social Temático sobre Energia

logo-fst-energia-1200x324

Convidamos a sua rede/organização/entidade/movimento a participar do Fórum Social Temático sobre Energia (FST- Energia), com dimensão internacional e que tem como título: “Energia: para que, para quem e como?”, a ser realizado de 7 a 10 de agosto de 2014, em Brasília, DF, Brasil.

O Brasil e o mundo precisam de uma discussão ampla e urgente sobre as matrizes energéticas utilizadas, como as hidroelétricas, as termelétricas, a energia nuclear, os combustíveis fósseis, e seu contraponto: a eficiência energética e a energia gerada a partir de fontes mais limpas, ecológica e socialmente sustentáveis, como o sol e os ventos.

 A temática tem tudo a ver com o enfrentamento das mudanças climáticas, que geram sofrimento e morte de um número crescente de pessoas, e com a urgência de compromissos internacionais que deveriam avançar na COP 20 em Lima, Peru, em dezembro deste ano.

A metodologia deste Fórum é a do Fórum Social Mundial (FSM). Ela busca fortalecer as articulações entre movimentos sociais que lutam por novas formas de convivência entre as pessoas e com a natureza na perspectiva da justiça social e ambiental. Uma de suas principais dimensões é a descentralização do poder, na mesma lógica da descentralização da produção e uso de energia, valorizando as fontes disponíveis em cada localidade e a participação das famílias, comunidades e povos.

Segundo essa metodologia, as atividades são autogestionadas, isto é, organizadas pelos seus próprios participantes, que definem seus temas, suas necessidades de espaço, tempo e método. Ao Coletivo de facilitação do Fórum compete unicamente preparar a infraestrutura para a realização das mesmas, sem nelas interferir, dando a todas a mesma importância.

O FST- Energia respeitará a Carta de Princípios do FSM, que o define como uma iniciativa da sociedade civil, autônoma em relação a governos, partidos e empresas. Assim, fará parte do processo do FSM  em que serão realizados durante o ano de 2014, mais de 40 Fóruns Sociais Nacionais, Regionais ou Temáticos em diferentes países.

Para participar e buscar novas informações escreva para: fst.energia@gmail.com

As entidades que estão lançando esta iniciativa são as seguintes Amazon Watch, Articulação Antinuclear Brasileira, Cáritas Brasileira, Cidade Verde UNB, Coalizão por um Brasil Livre de Usinas Nucleares, Conselho Indigenista Missionário, Comissão Brasileira de Justiça e Paz, Comitê em Defesa de Territórios Frente à Mineração, Conselho Pastoral dos Pescadores, Fórum de Mudanças Climáticas e Justiça Social, IBASE, International Rivers, Marcha Mundial do Clima, Movimento dos Pequenos Agricultores, Movimento Paulo Jackson, Movimento Tapajós Vivo, Movimento Xingu Vivo para Sempre, Pastorais Sociais da CNBB, Secretaria do Meio Ambiente da CUT Nacional, Rede Jubileu Sul Brasil, SOS Clima Terra. 

Parceiros
009jubileu-logo-final-vertical-832x1024 008IRlogo_blue_white_hires1-1024x310 001ASA 010logo_koinonia+actaliança1-1024x549 003CIMI logo_cersa_web 005cpt 011meb logo_ibase_web 008IRlogo_blue_white_hires-1024x310 006fase parceiros2 013MPA 012mmc 004cpp 002caritas_brasileira 014mst 007fian Titulo 002cais1 004cnbb
001ASA 002caritas_brasileira 003CIMI 004cnbb 005cpt 006fase 007fian 008IRlogo_blue_white_hires-1024x310 009jubileu-logo-final-vertical-832x1024 010logo_koinonia+actaliança1-1024x549 002cais1 011meb 012mmc 013MPA 014mst 004cpp 008IRlogo_blue_white_hires1-1024x310 Titulo parceiros2 logo_ibase_web logo_cersa_web
008IRlogo_blue_white_hires1-1024x310 004cnbb 011meb 004cpp 013MPA logo_ibase_web 002caritas_brasileira 010logo_koinonia+actaliança1-1024x549 012mmc 007fian 001ASA 005cpt 006fase parceiros2 Titulo 002cais1 009jubileu-logo-final-vertical-832x1024 logo_cersa_web 014mst 003CIMI 008IRlogo_blue_white_hires-1024x310

Copyrigth © 2012. Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social
Endereço:SGAN 905 - Conjunto B - Sala 03 - CEP: 70790-050 Brasília-DF
Tel:+55(61) 3447 8722
email: fclimaticas@gmail.com
Skype:fclimaticas

desenvolvido por:Sydtec Designer Exilado